Sala de Imprensa

Press releases

Eurona e HISPASAT apresentam suas soluções para o setor pesqueiro na Expomar

24 de Maio de 2017

• A nova tecnologia VSAT representa um salto tecnológico para este tipo de embarcações e permitirá que as tripulações se conectem a Internet desde alto mar.

• Apenas 1% dos pesqueiros espanhóis têm uma conexão de rede abrangente que permite que a tripulação se comunique via WhatsApp ou Skype com a família desde o barco.

MADRID, 24 de maio de 2017. Eurona, prestadora de serviços de telecomunicações, e Hispasat operadora de satélites espanhola, colaboram para levar a Internet via satélite aos barcos pesqueiros que operam em alto mar. Assim, através da sua filial de satélite Quantis e por meio da capacidade de satélite da Hispasat, Eurona permitirá que estas embarcações deem um salto tecnológico para melhorar a gestão marítima do barco e, acima de tudo, para garantir o contato da tripulação com sua família e a vida que deixa em terra.

Atualmente os pesqueiros já têm conexão via satélite, mas é uma conectividade básica, o que chamamos de 'banda estreita', uma vez que apenas permite o contato através de voz e transmissão de dados em baixa velocidade e alto custo. No entanto, dispor de conectividade integral na embarcação é possível graças à tecnologia VSAT (Very Small Aperture Terminal), que permite o acesso à Internet, o envio de dados e, claro, conexões de voz/IP. Não obstante, é uma tecnologia que requer um investimento que muitos pescadores não podiam pagar. Até agora.

A colaboração tecnológica de Eurona e Hispasat torna acessível para o setor das pescas esta tecnologia de ponta e permite que as tripulações possam conversar via Whatsapp ou falar por skype com a família e amigos, receber vídeos dos seus filhos ou netos e até mesmo votar eletronicamente. Isto é, continuar a sua "vida em terra", mas em alto mar, apesar de estar a milhares de quilómetros da mesma.

Para isso, ambas as empresas lançaram um serviço específico para os pesqueiros que precisem de transmissão de mensagens, chamadas de voz e acesso a conectividade em um amplo raio de cobertura desde o Gran Sol, no Atlântico Norte, à pesca do Mediterrâneo e à costa Atlântica de África, com velocidades desde 500 kilobits por segundo até 4 megabits por segundo, triplicando, deste modo, pelo menos, a velocidade de conexão atual.

Este é um mercado com grande potencial, porque, enquanto 100% de iates e petroleiros já disfrutam da tecnologia VSAT, apenas 1% dos pesqueiros dos 10.000 que existem na Espanha, de acordo com dados da UE, que cifra em 87.000 os pesqueiros que existem na Europa, contam com ela, o que significa que cerca de 9.000 dos pesqueiros não possuem conexão à rede. Um déficit que afeta a gestão do barco, tanto logística como humana.

Com este novo serviço, o acesso à Internet é democratizado no setor das pescas, que, de acordo com o chefe da divisão de satélite e CEO da Quantis, Aquilino Antuña, "deve impulsionar tanto as administrações públicas europeias como nacionais, destinando mais ajudas para um setor que tem sido fortemente atingido pela crise e que é de vital importância em regiões como a Galícia, onde responde por 2,1% do PIB".

Precisamente, será em Burela (Lugo) onde Eurona e Hispasat apresentarão ao setor esta solução na Feira Expomar, um dos principais eventos do setor náutico e pesqueiro na Espanha que acontecerá de 25 a 28 de maio. No sábado, 27 de ambas as empresas vão fazer uma demonstração ao vivo das antenas e da tecnologia VSAT.

O satélite, em plena revolução

Para Eurona, o satélite é uma das principais áreas estratégicas do seu negócio, como demonstrado no verão passado com a compra de Quantis, marca que recentemente entrou no setor marítimo para conectar ferrys de passageiros, iates, pesqueiros e embarcações resgate que navegam nas águas do Mediterrâneo.

A necessidade de Internet em todos os lugares tem impulsionado uma revolução no mercado do satélite, que é atualmente a única tecnologia capaz de chegar em qualquer lugar, por isso vai ser decisiva no futuro para o desafio que é a generalização do carro conectado. Portanto, a operadora tecnológica por satélite prevê que o faturamento da área de satélite vai dobrar nos próximos cinco anos, até os 62,6 milhões de euros, dos quais 3,5% serão provenientes do setor marítimo. Assim, o satélite está configurado como uma das principais alavancas do novo Plano de Negócios da empresa, que inclui multiplicar por dez a receita, até os 234 milhões, e por sete o Ebitda, até os 34 milhões.


Sobre Eurona

Eurona é uma operadora de telecomunicações que, fiel aos princípios de acessibilidade universal e de coesão social e territorial, leva Internet onde ninguém mais chega. Com mais de dez anos de experiência, a empresa oferece conectividade em áreas exclusão digital ou com deficiências no acesso à Internet e telefonia, especialmente nas áreas rurais e municípios com menos de 100.000 habitantes. Atualmente tem presença em 16 países, onde fornece serviços de wi-fi indoor e outdoor a 30.000 clientes, que incluem muitas das principais cadeias de hotéis, e os 46 aeroportos e dois heliportos espanhóis e o Aeroporto de Panamá. Em 2016, registrou uma receita proforma de 159 milhões de euros e EBITDA de 9,6 milhões.

Para mais informações www.eurona.net


Sobre a HISPASAT

A HISPASAT é formado por empresas com presença tanto na Espanha como na América Latina, onde a sua filial brasileira HISPAMAR se localiza. O Grupo é líder na difusão e distribuição de conteúdos em espanhol e português, incluindo a transmissão de importantes plataformas digitais de DTH (Direct to Home) e Televisão de Alta Definição (HDTV). A HISPASAT também provê serviços de banda larga via satélite e outras soluções de valor agregado para governos, corporações e operadoras de telecomunicações nas Américas, Europa e norte da África. A HISPASAT é uma das principais companhias do mundo em receita no seu setor e a principal ponte de comunicação entre a Europa e as Américas.


Este sitio web usa cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios y recoger información sobre su navegación. Si pulsa "aceptar" o continua navegando consideraremos que admite el uso e instalación en su equipo o dispositivo. Encontrará más información en nuestra Política de Cookies.