Sala de Imprensa

Press releases

Anómalo, de Aitor Gutiérrez, e The devil on your back, de Haritz Zubillaga, vencedores do Festival Internacional HISPASAT 4K

20 de Setembro de 2016

Un lugar, de Iván Fernández de Córdoba; The darkness keeper, de Rodrigo Atiénzar, Calas para Eva, de Ilune Díaz; e Empathy, de Víctor Claramunt, completam a lista de vencedores do concurso.

Durante a cerimônia de encerramento realizada ontem no Centro Internacional de Cultura Contemporânea Tabakalera de San Sebastián, foram projetados em 4K os seis curtas-metragens premiados.

21 de setembro de 2016.- Ontem à noite foi realizada no Centro Internacional de Cultura Contemporânea TABAKALERA de San Sebastián, a cerimônia de encerramento do Festival Internacional HISPASAT 4K, na qual foram conhecidas as seis obras premiadas nesta segunda edição do concurso, um dos primeiros do mundo dedicado a curtas-metragens integralmente gravados e pós-produzidos em 4K.

O júri era composto por: Ignacio Sanchis (diretor de Negócio da HISPASAT, que atuou como presidente), o diretor Fernando Colomo (La isla bonita, Al sur de Granada), o produtor Adrián Guerra (Palmeras en la nieve, Buried), a cineasta Paula Ortiz (La novia, De tu ventana a la mía), Jesús Ulled (produtor do CINE365 Film), Yolanda Vicente (Content Expert da Samsung España), Guillermo Niño (Senior Manager de Broadcast, OTT e Home Video no Dolby Laboratories), Edith Martínez Odriozola (diretora da Área de Cultura e Sociedade da TVE), Miguel Ángel Doncel (diretor-executivo do SGO), Daniel Pérez (Product Manager para as divisões de Optical Devices, Photo Imaging e Recording Media da Fujifilm) e Javier Valdés (sócio fundador da Ad Hoc Studios). Após destacar a qualidade das obras do concurso, o júri concordou em conceder os seguintes prêmios:

  • PRÊMIO HISPASAT PARA O MELHOR CURTA-METRAGEM: Anómalo, de Aitor Gutiérrez (Espanha, 2014, 15’34’’).
  • PRÊMIO CINE365 PARA MELHOR DIRETOR: The devil on your back, de Haritz Zubillaga (Espanha, 2015, 5’16’’).
  • PRÊMIO SAMSUNG SUHD DO JÚRI: Un lugar, de Iván Fernández de Córdoba (Espanha, 2016, 12’00’’).
  • PRÊMIO DOLBY PARA MELHOR SOM: The darkness keeper, de Rodrigo Atiénzar (Espanha, 2016, 18’41’’).
  • PRÊMIO RTVE PARA O MELHOR CURTA-METRAGEM DE ESCOLA DE CINEMA: Calas para Eva, de Ilune Díaz (Espanha, 2016, 14’20’’).
  • PRÊMIO FUJIFILM/SGO PARA MELHOR FOTOGRAFIA: Empathy, de Víctor Claramunt (Espanha, 2015, 4’30’’).

Ao longo da cerimônia, Carlos Espinós, diretor-executivo da HISPASAT, destacou o avanço tecnológico que o HDR (Grande Alcance Dinâmico, na sigla em inglês) representou, o que permite reproduzir uma gama de luminância mais ampla para se conseguir um maior nível de detalhamento, mais brilho, maior contraste e mais cor, alcançando um maior realismo.

Espinós resumiu alguns dados de relatórios recentes: em 2015 foram vendidos 31 milhões de televisores 4K, e em 2016 esse número chegou a 43 milhões; estima-se que em 2020 serão vendidas mais de 140 milhões de unidades, das quais 58 milhões contarão com tecnologia HDR e serão transmitidos 200 canais de televisão em UHD, que em 2025 chegarão a 800 (70% deles, por satélite). Na verdade, já existem mais de 800 canais 4K difundidos por diferentes operadoras e plataformas de televisão, e mais de 1200 séries e filmes disponíveis nesta tecnologia. Além disso, na internet, onde o tráfego de vídeo em 2020 representará 80% do total, os conteúdos em 4K distribuídos através de plataformas OTT terão um desenvolvimento massivo nos próximos cinco anos.

Da mesma forma, o diretor-executivo destacou que a qualidade da imagem é um fator cada vez mais valorizado pelos espectadores, de modo que cerca de 75% dos provedores de conteúdos de televisão consideram que os consumidores estariam dispostos a pagar um aumento no preço de sua assinatura entre 10 e 30% para usufruir de um serviço em 4K. Espinós destacou o papel da HISPASAT como impulsora desta tecnologia de Ultra Alta Definição desde as suas origens, e agradeceu à excelente acolhida que o Festival Internacional Hispasat 4K teve tanto entre os cineastas de curtas-metragens como entre as empresas do setor. Mais de 100 realizadores de 14 países diferentes apresentaram seus trabalhos para competição nesta segunda edição do concurso, aberto a obras de qualquer gênero realizadas a partir de 1º de janeiro de 2014, com uma duração máxima de 25 minutos.

O Festival Internacional HISPASAT 4K este ano se tornou o patrocinador do Festival de San Sebastián. Por este motivo, todas as suas atividades foram desenvolvidas dentro deste incomparável evento cinematográfico. Nesta segunda edição, ademais, foram introduzidos dois novos prêmios: a categoria de Melhor Direção, que dá ao ganhador a possibilidade de dirigir um longa-metragem produzido pela Cine365 Film ao longo de 2017, e o prêmio do Júri, patrocinado pela nova oferta de televisores Samsung SUHD.

HISPASAT, a operadora espanhola de satélites de comunicações líder na distribuição de conteúdos em espanhol e português, colocou esse festival internacional em andamento no ano passado com o objetivo de impulsionar a criação e exibição de conteúdos audiovisuais produzidos em 4K, ou UHD, a última grande revolução tecnológica do setor.

O concurso é patrocinado pela produtora Cine365 Film, Samsung e Dolby Laboratories. Outras empresas tecnológicas de ponta no âmbito da produção cinematográfica, como a SGO, a Fujifilm e o estúdio de som Ad Hoc, bem como a RTVE, o canal de televisão que lidera a inovação nesse campo tecnológico na Espanha e a agência de comunicação gráfica Azento de Diseño, se somaram à iniciativa para possibilitar esse festival único no mundo.

Conteúdo para a imprensa disponível em: https://www.dropbox.com/sh/yyyy81v2hwfj8yj/AAC6aIa...


Descargar nota de prensa

Este sitio web usa cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios y recoger información sobre su navegación. Si pulsa "aceptar" o continua navegando consideraremos que admite el uso e instalación en su equipo o dispositivo. Encontrará más información en nuestra Política de Cookies.